7 de maio: Beata Maria de São José

mariasj00a
... ...
mariasj01

Em sua vida, 
Maria de São José 
combinava as qualidades 
das figuras evangélicas 
de Maria e Marta,
harmoniosamente 
integrando 
oração e contemplação 
com o trabalho e ação.

mariasj02

"Marta

e Maria

em Santo Agostinho"


Saiba Mais

(clique aqui)
.

Para 
Santo Agostinho,
na passagem 
do Evangelho 
de Lucas 10,38-42, 
Maria representa 
a contemplação 
enquanto que Marta
representa a ação.


Durante o dia, 
Maria de São José estava sempre 
ao lado dos pobre, órfãos e necessitados.

 

À noite, ela passava 
longas horas diante do Santíssimo Sacramento.

 linha 650

O nome de nascimento da beata Maria de São José é Laura Alvarado Cardozo. Ela nasceu em Choroní, na Província de Aragua, na Venezuela, no dia 25 de abril de 1875. Ela fez seus estudos em Maracay.

 

Desde menina ela sentiu inclinação para a vida contemplativa, mas não existia na Venezuela convento algum de clausura e seu pai não a permitiu sair do país.

 

Mesmo assim, Laura (futuramente chamada de Maria de São José) decidiu fazer um voto privado de castidade e ao cumprir 17 anos consagrou sua vida ao serviço daqueles que não tinham nada e ao cuidado dos doentes.

 

Seu exemplo atraiu outras jovens. Elas passaram a ser conhecidas por "Samaritanas" pois era assim que o povo começou a chamá-las.

 

Maria de São José, aconselhada por seu pároco, o padre Vicente López Aveledo, decidiu estabilizar sua obra e, assim, formou uma congregação religiosa com seu pequeno grupo de "samaritanas".

 

Foi assim que nasceu a Congregação das Agostinianas Recoletas do Coração de Jesus. No dia 11 de fevereiro de 1901 elas vestiram o hábito agostiniano recoleto.

 

Depois de terminado seu serviço à Congregação Agostiniana Recoleta como Superiora Geral, ela consagrou sua vida à organização e expansão de sua comunidade.

 

Seu caráter tendia à contemplação e ela se extasiava diante da Eucaristia. Sem dúvida, seu amor aos pobres pulsava em seu coração e isso a impulsionou a semear na Venezuela muitos serviços de benefício aos mais necessitados.

 

Profundamente preocupada - e ocupada - com os pobres, órfãos e enfermos, ela abriu casas de ajuda para meninos, meninas e idosos.

 

Seu primeiro orfanato foi fundado em Maracay em 1905. Mais de 30 casas rapidamente se seguiram em várias cidades em bem pouco tempo.

 

Com o tempo, 38 hospitais, orfanatos e escolas se tornaram realidade por causa de sua dedicação e trabalho.

 

Entre o trabalho diário e a oração pela noite, Maria de São José soube viver intensamente a ação e a contemplação em sua vida.

 

Outra característica de sua espiritualidade foi seu amor à Igreja e seu carinho filial ao Papa.

 

Ela morreu em Maracay no dia 2 de abril de 1967 com 92 anos. Maria de São José foi sepultada na capela da Igreja da Imaculada Conceição.

 

Ela foi beatificada em 7 de maio de 1995.
...

 mariasj04

Venezuela

(em vermelho, 

no mapa), 

aparece 

ampliada 

abaixo, 

com sua 

divisão

em Províncias.

.

.

mariasj05

Choroní e Maracay


- ambas na


Província


de Aragua -


são duas Cidades


próximas da Capital


da Venezuela,


Caracas.

 

.

 

.

 

.

././././.

.

Beata

Maria

de São José:

perfeita 

integração 

de ação

e

contemplação

 

linha 650

mariasj00b

 

Ouvir a palavra de Jesus

 

Enquanto caminhavam, Jesus entrou num povoado, e certa mulher, de nome Marta, o recebeu em sua casa. Sua irmã, chamada Maria, sentou-se aos pés do Senhor. Aproximou-se e falou:

 

"Senhor, não te importa que minha irmã me deixe sozinha com todo o serviço? Manda que ela venha ajudar-me!"

O Senhor, porém, respondeu:

 

"Marta, Marta! Você se preocupa e anda agitada com muitas coisas; porém, uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte, e esta não lhe será tirada."

 

Evangelho de Lucas, 10, 38-42

..........

polanco00c

Oração (I)

Ó Deus, que prometestes habitar nos corações puros, dai-nos, pelo testemunho da virgem Beata de São José, viver de tal modo que possais fazer em nós vossa morada. 
Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. 
Amém.

 

Oração (II)

 

Atendei, ó Deus, nossa oração para que, recordando e multiplicando as virtudes da virgem Beata de São José, mereçamos permanecer e crescer sempre mais no vosso amor. 
Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. 
Amém.

 

linha 650

 

 Marta e Maria em Santo Agostinho

Maria e Marta eram duas irmãs segundo a carne e também na religião. Ambas seguiam o Senhor, ambas O serviram num só coração enquanto Ele esteve presente em sua humanidade.

 

Marta o recebeu como era o costume receber os peregrinos. Aquela que devia ser alimentada no espírito recebeu o Senhor para lhe dar o alimento do corpo.

 

Marta, determinada e pronta para oferecer alimento ao Senhor, preocupava-se muito com o serviço. Maria, sua irmã, preferiu deixar-se ser alimentada por Cristo.

 

Maria abandonou, de certo modo, a irmã que se desdobrava no serviço e, pondo-se aos pés do Senhor, ouvia atenta a sua palavra.

 

Marta se inquietava e Maria se comprazia; uma se ocupava com muitas coisas enquanto a outra considerava apenas uma coisa.

 

Santo Agostinho nos dá uma belíssima interpretação da passagem da Bíblia que nos fala de Maria e Marta quando esta o recebeu em sua casa:

 

Eis o que Maria escolheu: ser alimentada pelo Senhor. É pleno e perfeito o que Maria escolheu. Na terra, ela recolhia, ao ouvir o Senhor, o pão da rica mesa da Palavra de Deus. Quereis saber como será o céu? Eis o que o Senhor afirma a respeito de seus servos:

 

Em verdade, vos digo: ele mesmo os fará sentar à mesa e passará para servi-los (Lc 12, 37).

 

O que significa servi-los? Primeiramente passa, depois serve. Onde? Naquele último banquete, sobre o qual afirma:

 

Em verdade, vos digo: Virão muitos do oriente e do ocidente e tomarão lugar à mesa do Reino de Deus (Lc 13, 29).

 

O Senhor alimenta. Primeiro, Ele passa por aqui. Páscoa significa passagem. O Senhor veio, realizou coisas divinas e sofreu as humanas. Passou. O próprio Evangelho fala nesse sentido, quando narra que Ele celebrou a Páscoa com seus discípulos. Portanto, Ele passou para nutrir: vamos seguir Jesus para sermos nutridos.

 

Por mais importante que seja o serviço ao próximo - realizado por amor a Deus e ao irmão -, toda pessoa necessita de respaldo de uma vida de contemplação, de oração e de estudo. O bom Pastor, antes de tudo, tem que escutar bem a palavra antes de pronunciá-la. Tem que viver como fala e falar como escuta.

 

Escutar a palavra de Deus é uma dimensão da contemplação. Na passagem do Evangelho de Lucas, Maria representa a contemplação e Marta a ação, o serviço ao próximo. Santo Agostinho não vê como uma reprovação as palavras de Jesus à Marta:

 

Marta, Marta, te inquietas e preocupas por tantas coisas, mas uma só é necessária: Maria escolheu a melhor parte e não lhe será tirada.

 

Para Santo Agostinho, Jesus agiu como defensor quando foi procurado por Marta para ser juiz. Enquanto Marta entregava, Maria recebia. Maria estava atenta à palavra do Senhor enquanto Marta estava atenta em servir bem o Senhor.

 

Na mesma hora em que Marta estava preparando alimento para o Senhor, Maria estava sendo alimentada pelo Senhor.

 

Marta e Maria estavam corretas e cada uma delas representa uma dimensão da vida de todo fiel, de todo seguidor de Cristo.

 

A beata Maria de São José, seguindo o testemunho de vida de Santo Agostinho no seguimento de Jesus Cristo, incorporou as figuras representativas de Marta e Maria.

 

A beata Maria de São José integra com harmonia as dimensões de ser alimentada pelo Senhor na oração e na contemplação, e ao mesmo tempo alimentar os mais necessitados pelo trabalho pastoral.

 

Ela soube ouvir o Senhor e dar ouvidos aos que precisaram ser escutados. 

 .....

 

 

mariasj07 .mariasj08

 

Clique aqui 

para ler 

a referida 

passagem 

do Evangelho.

.

.

"... eu estava 
com fome, 
e vocês me 
deram de comer; 
eu estava 
com sede, 
e me deram 
de beber; 
eu era estrangeiro,
e me receberam 
em sua casa; 
eu estava 
sem roupa, 
e me vestiram; 
eu estava 
doente, e 
cuidaram de mim;
eu estava 
na prisão, 
e vocês 
foram me visitar
( ... )
Eu garanto 
a vocês:
todas as vezes
que vocês 
fizerem isso 
a um dos 
menores 
de meus
irmãos, 
foi a mim 
que fizeram"

(Mateus 25, 35-40)

.

.

mariasj09

 

 

linha 650